O estado gripal é contagioso e os seus vírus são transmitidos de pessoa para pessoa, em diversas ocasiões.


- Através de perdigotos, espirros, tosse e saliva de pessoas infetadas:
as gotículas lançadas permanecem suspensas no ar e são uma fonte de contaminação.

- Pelo contacto direto das mãos:
A pessoa infetada assoa-se, tosse colocando a mão à frente da boca... E se não lavar as mãos com frequência, estas tornam-se vetores dos vírus, como, por exemplo, sempre que apertam a mão de outra pessoa.

- Em contacto com objetos:
Todos os objetos tocados por mãos contaminadas tornam-se vetores de contágio: telemóveis, botões de elevador, maçanetas de portas… Para as crianças, os vetores podem ser brinquedos, bonecos de peluche, lápis de cor... que passam de mão em mão.

- Ou simplesmente através do ar confinado:
As gotículas contaminadas lançadas pelo doente permanecem suspensas no ar e contaminam todo o espaço. Tudo isto se aplica evidentemente ao quarto de dormir, que deve ser arejado regularmente para o purificar, mas também vários outros locais, como salas de espera, locais públicos, transportes públicos, creches, escolas, etc.

Há medidas muito simples para evitar o contágio. Devemos pô-las em prática, pela saúde e o bem-estar de todos à nossa volta.
 
 
 
 

Medicamento homeopático tradicionalmente usado no tratamento de estados gripais: Febre, arrepios, dores musculares, dores de cabeça, etc.

O Oscillococcinum®, grânulos numa embalagem unidose (extrato fluido peptonado de fígado e coração de Anas barbariae dinamizado a 200 K) é um medicamento homeopático tradicionalmente utilizado no tratamento de estados gripais: febre, arrepios, dores de cabeça, dores musculares. Para crianças com idade inferior a 6 anos, dissolver os grânulos em água, devido ao risco de engasgamento. Aconselhe-se junto do seu farmacêutico. Leia atentamente o folheto informativo. Se os sintomas persistirem após 3 dias, consulte o seu médico. O Oscillococcinum® não substitui a vacinação contra a gripe sazonal. Visto 18/05/67947501/GP/001